17/09/2011

Akhanda kiirtan. Siddha Mantra

EDUCAÇÃO E NEO-HUMANISMO

        Vocês sabem, a natureza de todos os seres vivos é buscar a expansão na esfera física, e, para isso, ou melhor, devido a essa característica  — que não passa de uma característica entre outras — eles exploram os outros, eles esquecem os interesses dos outros seres vivos. Eu afirmei que esta é uma natureza comum a todos os seres vivos, tanto os seres humanos como os animais. No caso dos seres humanos, existe um outro hábito, outro instinto inato, que simplesmente é o de se expandir na esfera psíquica. Assim, ao contrário dos outros animais, os seres humanos possuem uma capacidade que é a de dirigir os seus anseios físicos para os espirituais, para as aspirações espirituais. Os outros animais não possuem isso. Porém, devido a esse hábito psíquico, eles exploram os outros, tanto no nível psíquico quanto no nível físico, e esta exploração no nível psíquico é mais perigosa do que no nível físico.

            Portanto, para que não haja nenhuma extravagância intelectual ou nenhuma subjugação física, os seres humanos necessitam de um treinamento apropriado, tanto fisicamente quanto mentalmente. E isto é o que é chamado de educação – o treinamento apropriado da existência física e também do mundo psíquico. Se não houver treinamento na ocasião certa, não haverá nenhuma coordenação, nenhum ajuste entre o ser interno e o ser externo. Algumas vezes, as pessoas são muito sinceras no que dizem, mas não existe nenhum pouco de sinceridade no seu íntimo, no seu mundo interior. E isto é o que acontece no mundo moderno. A existência tanto individual como coletiva se tornou unilateral, isto é, perdeu o seu equilíbrio. Devido a isso, o que mais precisamos é de um sistema apropriado de educação.
            Apenas para demonstrar sinceridade em seus objetivos ou o quanto são desenvolvidas, algumas pessoas, às vezes, falam sobre desarmamento. Elas dizem: deve haver uma parada, um controle sobre a fabricação de armamentos, sobre as armas letais. Elas dizem isto da boca para fora. Elas expressam essa idéia apenas para manter os outros sob sua servidão no plano físico, mas internamente permanecem prontas para produzir armas piores ou mais letais. Isto não passa de um tipo de brutalidade estúpida. Certa pessoa, que foi líder, disse: “Mantenham as expectativas de paz, mas conservem também as armas prontas.” É isso o que acontece hoje em dia. Podemos dizer que este anseio material, ou melhor, esta ansiedade pelo mundo físico dever ser dirigida para os anseios psíquicos. Porém, não será o suficiente dirigi-la para os anseios psíquicos através de uma educação mundana apropriada. Neste caso, ainda permanecerá o medo da subjugação psíquica. Portanto, o remédio está em outra esfera.
            Sim, eles devem ser guiados pelos sentimentos humanos, pelas idéias humanas. Sem dúvida será bom que os sentimentos humanos atuem no controle moral dessa disputa bélica, mas isso não será a última palavra; os sentimentos humanos não podem controlar a luta interna, o tipo de luta que prevalece entre os seres humanos. Para isso devemos ter um enfoque com duas variantes. O que deve ser feito para treinar essa mente turbulenta? A primeira coisa é prover educação apropriada. As pessoas devem receber uma educação específica. Não uma educação genérica, mas uma educação sobre as verdades, sobre as idéias do neo-humanismo. Isto ajudará os seres humanos a treinarem suas mentes. E, ao mesmo tempo, a prática espiritual deve continuar, para promover a remodelação psíquica adequada. Isto é o que mais necessitamos. Não há outra alternativa.

P.R.Sarkar(Calcutá, 25/05/1985)